• matheusrodriguesco3

Abraham Bidal, refugiado do Sudão do Sul, torna-se ativista pela plantação de árvores em Uganda.

Bidal Abraham é um refugiado sul sudanes que, nas três vezes em que teve de fugir de sua casa, percebeu que, cada vez menos, encontrava árvores pelo caminho. Quanto à guerra, não havia muito a ser feito, mas Bidal sabia que podia plantar novas árvores, além de cuidar de sua nova terra, Uganda.

Para ele, árvores fornecem vida, sombra e oxigênio, sendo, além de importante, um dever substituir todas as árvores que diariamente são cortadas para manter o funcionamento da necessidade humana. Era notável que as atividades cotidianas afetavam o meio ambiente, e a escassez dos recursos naturais estava aumentando. Bidal também fala sobre o cuidado de, se possível, quando voltar para sua casa, deixar o local de abrigo da forma que encontrou.

A ONU para Refugiados (ACNUR) e seus parceiros têm sido encorajadores desafiando os refugiados a plantarem árvores por onde estiverem, pois, sem árvores, não haverá paz. E Bidal, todas as manhãs, rega as pequenas mudas que plantou em volta de sua casa e se orgulha de vê-las crescer.


#refugiados#refugee#reflorestamento#ecologia#eco#meioambiente




0 views0 comments

Recent Posts

See All