Curdos não cristãos ainda abençoam a massa do pão pressionando o sinal da cruz



 

Algo sobre os Curdos que você provavelmente não sabia é: quando o Islamismo nasceu, no século VII, o Curdistão era predominantemente cristão! Isso mesmo! Mas como será, hoje, a relação dos Curdos com o Cristianismo?


Primeiramente, precisamos entender que havia uma perseguição a cristãos no Império Persa (início em 337 d.C.), que se estendeu também ao Curdistão. Isso significava, para os Curdos, perseguição étnica e religiosa. O povo Curdo é uma minoria étnica perseguida. Agora, imagine para um Curdo cristão. Ainda, com o declínio e isolamento do cristianismo local, frente ao crescimento do Islã, a pequena comunidade cristã Curda começou a renunciar sua identidade étnica, criando uma nova com seus vizinhos cristãos semitas.


Porém, nem todos os Curdos cristãos viam a necessidade de “trocar sua etnia” por conta da fé. Mas o fato era: uma mudança religiosa implicaria em mudanças culturais, principalmente no idioma. Por exemplo, os cristãos, no Curdistão, compartilham o uso do neoaramaico com os judeus Curdos. Além disso, diversos curdos cristãos eram assimilados como outros povos, por isso, é muito difícil saber, exatamente, o número de Curdos cristãos. Contudo, um palpite para o número total de curdos cristãos seria na faixa de dezenas de milhares, a maioria vivendo na Turquia.


Uma curiosidade é a influência que o cristianismo deixou entre a etnia Curda. Alguns Curdos não cristãos ainda abençoam a massa do pão pressionando o sinal da cruz sobre ela enquanto cresce. Ainda, muitos fazem peregrinação às antigas igrejas abandonadas ou em funcionamento dos cristãos armênios e assírios. Esta prática pode ser uma associação com seus vizinhos cristãos ou mesmo uma memória geracional cristã, pois a população Curda é como uma mistura entre a população antiga e convertidos modernos.


Os curdos são um grupo de pessoas muito aberto ao cristianismo. Porém, deixar o Islã é considerado apostasia, punível com morte. É compreensível que muitos convertidos ao cristianismo não queiram ser identificados. Mas a igreja curda está viva! Ore por estes irmãos perseguidos. Clame ao Senhor que os fortifique e frutifique! Gostou de conhecer mais sobre os Curdos? Então, deixe o seu like!

0 views0 comments