ESCREVA UMA CARTA

Escreva uma carta para um cristão perseguido
 

Em vários lugares do mundo, nossos irmãos e irmãs encontram-se em prisões, campos de refugiados ou em minúsculos apartamentos, em condições extremamente insalubres, por não aceitarem negar sua fé em Cristo. 


Sozinhos, sem garantia de um julgamento imparcial ou apoio, receber uma carta de incentivo de um irmão na fé pode fazer uma diferença real e tangível.
 

Por que escrever cartas?

 

Todos os dias eles enfrentam ameaças de pessoas radicais que não são responsabilizados por suas ações. Eles sofrem solidão e isolamento, com pouco acesso ao mundo exterior. Vale dizer que, para nossos irmãos presos, as cartas nem sempre chegam. Mas os guardas ou as pessoas do governo que os perseguem, provavelmente lerão! Enfim, se não forem usadas para encorajar nossos irmãos, serão para testemunhar e evangelizar outros.

Junte-se ao ABUNA!

 

Considere juntar-se a nós para escrever cartas aos cristãos que estão isolados, impedidos de ter uma vida “normal” por causa da sua fé.

Preencha o formulário abaixo e enviaremos a você mais informações com tudo que você precisa para escrever suas próprias cartas, e até mesmo organizar um evento de escrita de pequenas cartas.

WhatsApp Image 2020-05-25 at 16.04.01.jp

CONHEÇA noSsos IRMÃOs perseguidos, presos e refugiados.

mULHERES rEFUGIADAS

Talita (nome fictício)

Refugiada | 40 anos

Pobre, cristã, aos 16 anos foi sequestrada, vendida e forçada a casar-se com um desconhecido de uma grande, rica e influente família de outra religião. Do casamento forçado lhe nasceram dois filhos.

Num ímpeto de desespero, consegue fugir. Acolhida por uma instituição, entra na justiça, pede a guarda dos filhos e milagrosamente, ganha a causa. No dia da entrega das crianças, os filhos são "sequestrados" numa falsa operação montada pelo pai das crianças.

Por ser cristã, ela é jurada de morte. Com ajuda de familiares, consegue fugir para outro país. Ali, o instituto do refúgio não é reconhecido, portanto, logo tornou-se uma imigrante irregular. Se encontrada pela polícia, será presa. Ela continua a viver em constante tensão e medo. Os anos se passam, enfermidades físicas e emocionais se manifestam. Tornam-se crônicas. Ela batalha. Insiste. Sua fé em Cristo lhe sustenta. Hoje ela tem 40 anos.

Ore para que consiga ser acolhida por outro país e por sua saúde física e emocional.

Fátima (nome fictício)

Refugiada | 49 anos

Cristã paquistanesa, 49 anos, professora, solteira, forçada a fugir de seu país em 2013 por ameaças de morte. O Paquistão é um dos piores lugares do mundo pra pessoas com seu perfil: mulher, solteira, cristã. As mais injustas e infundadas acusações são motivo de prisão, apedrejamento, queimadura com ácido e, enfim, morte. Fátima passou estes últimos 5 anos se escondendo em 5 diferentes países.

Numa das nossas conversas compartilhou que carregava uma enorme culpa e dor por entender que sua mãezinha, falecida neste período em que está no exílio, havia desistido de viver por causa de sua perseguição. "Nem ao menos pude enterrá-la. Sequer despedir-me". Semanas atrás seu irmão foi torturado e executado pelas mesmas pessoas que a perseguem. Deixou esposa e três filhos.
 
Ore para que consiga ser acolhida por outro país e por sua saúde física e emocional.

Elizabeth (nome fictício)

Refugiada | 51 anos

Natural de Ruanda, viúva, mãe de dois filhos, 51 anos, sobrevivente do genocídio, perseguida, em sua trajetória em busca de segurança ela e seus filhos passaram por 2 países da África que lhe negaram proteção. Com a ajuda do ACNUR foram enviados para um país da Ásia, onde estão há 10 anos. Infelizmente esta mudança revelou-se um enorme erro (poderia ser evitado!), pois esse país é conhecido por ser extremamente racista com africanos. Por conta disso, já sofreram diversos ataques, verbais e físicos e são discriminados diariamente de diversas formas.

O ABUNA tem acompanhado essa família desde 2016 e tem feito tudo ao nosso alcance para conseguirmos um novo reassentamento.

ORE por eles, que mesmo sofrendo inúmeros ataques, continuam firmes na fé e dando fruto onde estão. Ore para que consigam ser reassentados, por saúde física e emocional, sustento e por livramento de todo mal.

CRISTÃOS PRESOS

Youcef Nadarkhani

Pastor | Preso

O pastor Youcef, nascido em 1977, no Irã, está preso por sua fé em Cristo desde julho de 2018. Ele foi espancado em sua própria casa e um de seus filhos também foi atacado com uma arma elétrica durante a prisão.


Infelizmente, o pastor Youcef e sua família estão bem familiarizados com este tipo de tratamento do governo iraniano, tendo enfrentado perseguição constante por causa de sua fé desde que foi preso pela primeira vez em 2006. O pastor Youcef sempre defendeu sua família e sua fé, mesmo em face de terrível perseguição.


Ore pelo pastor Youcef, sua esposa Tina, e seus filhos Daniel (2002) e Yoel (2004). Que ele seja libertado logo, que fique firme na fé e possa testemunhar durante o tempo de encarceramento. Ore também por todos os cristãos iranianos, que continuem firmes na fé.

Se você deseja fazer parte desse projeto e prestar suporte aos cristãos perseguidos, presos ou refugiados por não negarem sua fé, através de uma carta de amor e encorajamento, preencha o formulário abaixo.

Em seguida, você irá receber um email com instruções de como prosseguir.

Obrigado por somar forças